Seguro de cargas: o que saber antes de contratar uma apólice?

Se você está pensando em contratar uma apólice de seguro de carga, não deixe de ler esse post!

O principal objetivo de um seguro de transporte de cargas é garantir mais segurança ao seu negócio, pois ele cobre todos os riscos possíveis durante a locomoção de mercadorias, tais como danos à carga provocados por acidentes com o veículo transportador, prejuízos decorrentes da operação de transporte, furtos e roubos.

Mas, antes de contratar uma apólice de seguro de carga, é preciso que você se informe muito bem a respeito do contrato e suas particularidades, principalmente com relação à averbação. Assim, você evita futuras dores de cabeça e possíveis problemas para a sua empresa de transportes de carga.

Leia esse post até o final e saiba mais sobre esse assunto, começando com a definição exata do que é a averbação de cargas!

 

O que é averbação de cargas?

A averbação de cargas nada mais é do que o ato de informar à seguradora os dados que constam nas notas fiscais, assim como as informações referentes às mercadorias que foram embarcadas para serem transportadas. Ela pode ser feita de forma manual ou eletrônica. Assim, você garante a cobertura caso ocorra um sinistro e os envolvidos terão seus prejuízos reduzidos. 

O pagamento pelo seguro das cargas averbadas deverá ser feito à seguradora sempre no mês conseguinte. É importante destacar que, caso ocorra um sinistro e houver documentos não averbados ou averbados após a viagem, a companhia seguradora poderá recusar a indenização

Informações básicas para a averbação de cargas

Ao fazer a averbação de seguro de carga no transporte, você deverá informar uma série de dados à seguradora. Os 5 principais são:

  1. o valor total da carga a ser transportada;
  2. informações sobre o veículo que fará o transporte da carga;
  3. o número de identificação da apólice de seguro;
  4. os dados do motorista;
  5. o CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico).

 

Valor da carga é a principal informação

Entre esses dados básicos, o valor da carga é o principal, pois as apólices de seguro têm limites de cobertura. Assim, se o valor da carga ultrapassar esse teto, ela poderá não ser coberta. Também é importante frisar que esse valor será usado como referência para o ressarcimento, portanto, se ele não for informado a tempo, a seguradora fica livre da obrigação de arcar com os prejuízos.


Identificação dos materiais transportados é fundamental

As informações relativas ao CT-e, por sua vez, são essenciais para que você possa comprovar a rota a ser seguida, assim como os tipos de materiais transportados, para que possam ser identificados de acordo com suas características: químicos, perigosos, frágeis, perecíveis etc.


Dados sobre o motorista e o veículo precisam estar corretos

As informações sobre o motorista servem para comprovar que tanto o condutor quanto o veículo são os mesmos que constam na apólice de seguro, por isso é fundamental realizar a averbação com dados corretos e completos. 

 

Comprovação de averbação da carga

Já informar o número de identificação da apólice será importante para comprovar que a carga foi, de fato, averbada, tornando possível obter o reembolso da seguradora em caso de necessidade.


Além de ser uma maneira de resguardar as partes envolvidas no negócio, a averbação é uma obrigação legal. Sendo assim, nenhuma carga pode ser transportada sem que todos os seus dados tenham sido informados à companhia seguradora.

Quais são os riscos para uma carga sem seguro?07

Como foi dito no início deste texto, o seguro de cargas é uma proteção para bens e mercadorias durante sua locomoção até o destino final. Independente do que possa ocorrer, com um seguro de carga o seu negócio estará protegido contra eventuais problemas e prejuízos.

Todo e qualquer transporte de carga – seja através de modal terrestre rodoviário, ferroviário, aéreo ou naval – está sujeito a uma série de riscos: pode ser a quebra de algum material frágil, um assalto, um extravio de mercadoria ou qualquer outro problema que ocorra durante a viagem, contando desde a saída do veículo até sua chegada ao ponto final. 

Caso você não possua um seguro de transporte de cargas para cobrir os custos decorrentes de qualquer tipo de sinistro, terá que arcar com todos os prejuízos, que podem ser bem elevados, podendo até mesmo comprometer o seu negócio.

Mas, lembre-se: para contratar uma apólice de seguros, procure uma empresa idônea e reconhecida no mercado, como a Marisa Dilda Seguros.

Receba Dicas Sobre Seguros





Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.